quinta-feira, setembro 1

Os serviços de um partido?






José Sócrates deu posse ao novo director Sistema de Informações da República Portuguesa (SIRP), Júlio Pereira. Na ocasião, o primeiro-ministro afirmou que os serviços de informações nacionais têm pela frente o desafio da credibilidade.
Será que para o chefe do governo, a credibilidade passa pela nomeação de simpatizantes do PS para as chefias do SIS e do SIED?

1 comentário:

Fernando disse...

Há um problema com esta história dos "simpatizantes". É que eu conheço muitas pessoas competentes, sérias e empenhadas.
Mas não conheço nenhuma que por sistema vote em branco ou se abstenha.
Por isso, a ficção de que se poderia ter só independentes em lugares públicos não passa disso: ficção.

E faz-me um pouco de confusão um post em que a única coisa que se critica é a "simpatia" política de uma pessoa, como se a sua seriedade, ompetência ou experiência fossem irrelevantes para o "ponto" que se pretende.
É que eu prefiro alguém que se assume do que alguém que se esconde.
Não faço ideia se é o caso deste ou não, nem o conheço de lado nenhum, acho é que o princípio que está implícito no seu post não leva a lado nenhum e é falacioso.