quinta-feira, outubro 6

Clarinho como água

O Presidente da República decidiu tomar uma posição sobre o combate ao crime económico. Tem razão o Presidente, em dedicar espaço e atenção ao assunto.
No discurso do 5 de Outubro, uma data mais do apropriada para falar no tema, Jorge Sampaio avançou, mas não avançou, disse mas não disse, o que lhe mereceu uma chamada de atenção de Maria José Morgado, com instruções precisas e detalhadas:
«Não sei – isso só o Presidente poderá explicar – se Jorge Sampaio defende o alargamento do âmbito de aplicação desses institutos, como é o caso (no Direito Fiscal) dos sinais exteriores de riqueza que é tributado independentemente dos valores inscritos na declaração de rendimentos, no CM».

Jorge Sampaio obedeceu e veio a terreiro explicar, agora, com coragem e frontalidade, avançando o que é para avançar, dizendo o que é para dizer, como é referido Aqui

1 comentário:

John Rogers disse...

This is one of by favoret blogs, nicehome business.