quarta-feira, agosto 24

Exemplo da lógica assassina do mercado



A implementação desenfreada da lógica economicista no transporte aéreo, garantida por gestores sem escrúpulos, devia ser tratada como um vulgar crime público.
É uma constatação que vem a propósito das sucessivas tragédias aéreas, durante o mês de Agosto, nomeadamente a que envolveu o MD-80 da companhia aérea colombiana West Caribean, com 152 pessoas a bordo, sobretudo de nacionalidade francesa, que se despenhou na Serra Perijã, a noroeste da Venezuela, no passado dia 16.
Basta dar uma olhadela a um dos artigos publicados pelo Liberation para ter a noção da incúria de quem deve zelar pela segurança dos aparelhos.
O tema ultrapassa a questão da gestão, já que as pequenas companhias de aviação, que asseguram os voos «low cost», são criadas pelas grandes companhias para, precisamente, fugir o mais possível às indemnizações às vítimas.
Por um lado, vende-se a ideia que se pode fazer um voo a um preço inferior ao de uma viagem de carro ou de comboio. Por outro, constata-se que os aparelhos caiem como tordos.
Como em tudo, há sempre uma conclusão: A Comissão Europeia está convicta de que apenas quatro ou cinco transportadoras aéreas vão sobreviver na União Europeia.


A lista
Os acidentes com mais de 100 mortos nos últimos cinco anos no mundo:

31 de Outubro - ESTADOS UNIDOS - Um Boeing 767 da companhia Egyptair desaparece na costa leste dos Estados Unidos com 217 pessoas a bordo. Não houve sobreviventes.

31 de Janeiro - COSTA DO MARFIM - Um airbus da Kenya Airways cai no mar pouco depois de decolar em Abdjan: 169 mortos.

19 de abril - FILIPINAS - Um 737-200 da Air Filipinas cai na ilha de Samal, ao sul do país: 131 mortos.
9 de Julho - COLÔMBIA - 113 mortos na queda de um avião DC-4 da companhia Coral que se acidentou pouco depois de decolar em Villavicencio (sudeste de Bogotá).

25 de Julho - FRANÇA - Um Concorde da Air France com destino a Nova York cai sobre a área de um hotel próximo ao aeroporto parisiense de Roissy deixando 113 mortos.

3 de Julho - RÚSSIA - 145 pessoas morrem próximo à cidade de Irkutsk (Sibéria Oriental) na queda de um TU-154 da companhia VladivostokAvia.

8 de Outubro - ITÁLIA - Um MD 87 da companhia SAS, com 104 passageiros e seis membros da tripulação, cai sobre um depósito de equipamentos após ter se chocado com um pequeno avião privado alemão com quatro pessoas a bordo no aeroporto de Milão-Linate (norte): 118 mortos.

12 de Novembro - ESTADOS UNIDOS - Um Airbus A-300 da American Airlines cai sobre o bairro do Queens, em Nova York, e deixa 265 mortos.

12 de Fevereiro - IRÃO - Um Tupolev-154 de uma companhia nacional iraniana cai no sudoeste do país deixando 119 mortos.

15 de Abril - CORÉIA DO SUL - Um Boeing 767 da Air China cai em uma área residencial próxima de Gimhae, na Coréia do Sul, e 129 pessoas morrem no acidente.

7 de Maio - CHINA - Um MD-82 pertencente à China Northern cai no mar no nordeste da China, deixando 112 mortos.

25 de Maio - TAIWAN - Um Boeing 747-200 pertencente à companhia taiwanesa China Airlines cai durante uma viagem a Hong Kong, com um total de 225 mortos.

8 de maio - REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO - Cerca de 200 passageiros morrem, segundo as autoridades do aeroporto, quando a porta traseira de um avião Ilyushin-76, pertencente ao Ministério da Defesa ucraniano, se abriu em pleno voo sobre a República Democrática do Congo.

8 de Julho - SUDÃO - Um avião de uma companhia sudanesa com destino a Cartum. Apenas um dos 115 passageiros e tripulantes conseguiu se salvar.

25 de Dezembro - BENIN - Um avião pertencente à companhia UTA, com sede na Guiné, cai no mar próximo a Benin no Natal. Morreram 139 pessoas, em sua maioria libanesas.

3 de Janeiro - EGITO - Um Boeing 737 da companhia de vôo charter egípcia Flahs Airlines cai no Mar Vermelho após sua decolagem na estação balneária de Sharm el-Sheik, deixando 148 mortos, entre eles 135 turistas franceses.

1 comentário:

d. disse...

Não falta aqui o da SATA?